Mapa de empatia para empreendedor migrante

Muitos empreendedores já tem uma ideia de como imaginam que será a sua empresa. Mas quando colocam a ideia em prática descobrem que aquilo que imaginaram não corre muito bem por diversos fatores imprevistos. Acontece que muitas vezes pensamos muito em como será o nosso negócio e pouco em o que o cliente realmente precisa e busca, falta-lhe um Mapa de Empatia.

O mapa de empatia é uma ferramenta criada por Scott Matthews, então sócio da empresa de pensamento visual Xplane, que tem por objetivo possibilitar ao empreendedor se colocar no lugar do cliente e perceber melhor suas necessidades.

Essa ferramenta é muito útil para o dia a dia das empresas para validar serviços e modelos de negócios e é fundamental para o empreendedor migrante que enfrenta o dobro de dificuldades na hora de pensar não somente em como o seu cliente se sente, mas também como outra cultura pensa.

Dicas para criar um mapa de empatia para o empreendedor migrante

Para criar um mapa de empatia é preciso se colocar no lugar do seu cliente e tentar imaginar como ele realmente pensa. Para isso basta responder às seguintes perguntas:

O que seu cliente pensa e sente?

Tente imaginar o que seu cliente pensa sobre seu serviço? O que ele sente? O que ele pensa e sente quando tem que usar um produto ou serviço substituto? Ou seus concorrentes?

O que ele vê?

Como é que se cliente percebe a sua ideia de negócio? O que ele mais nota? O que não é importante para ele?

O que ele escuta?

A quem ele dá ouvidos? O que ele escuta os outros dizerem sobre este tipo de negócio e serviço?

O que ele fala e faz?

Quais os assuntos que interessam ao seu cliente? Sobre o que ele gosta de conversar? O que ele faz nas horas livres? Com o que ele trabalha?

Quais as dores dele?

O que ele gostaria de melhorar na vida dele? O que lhe incomoda? E por que tipo de solução ele pagaria?

Quais os objetivos dele?

O que ele quer da vida? O que é importante para ele e por quê?

Mapa de Empatia

Mapa de Empatia – Fonte: Canvasacademy

Estas perguntas só podem ser respondidas se você conhecer a realidade do seu cliente. Não basta imaginar e não é possível inventar, é preciso experimentar o modo de vida do outro país. Algumas coisas que você pode fazer para conhecer melhor o seu cliente e testar a sua ideia:

  1. Viaje para o país de destino e conheça pessoas comuns

Abrir um negócio em um país que se desconhece é arriscado, pois as diferenças culturais podem ser muito grandes. Por isso é fundamental conhecer o país onde se quer empreender não somente do ponto de vista turístico, mas também do ponto de vista do cidadão comum e também do seu cliente.

Viaje para as principais cidades e busque conhecer as pessoas que moram no país. Converse um pouco com pessoas para descobrir como elas vivem, o que é importante para elas, como se divertem, onde moram, qual o custo de vida.

  1. Visite negócios semelhantes no país de destino

Além de conhecer o país procure conhecer os negócios similares ou substitutos a sua ideia. Descobrir como as pessoas resolvem o problema que seu negócio se propõe a resolver é fundamental para entender qual será a recepção da sua ideia por parte do público no país de origem.

  1. Procure quem entende do assunto

Como as diferenças culturais são grandes uma viagem turística não basta. É preciso parceiros. Procure pessoas, grupos ou empresas que possam lhe ajudar a compreender melhor como é o ambiente de negócios e a cultura do país de destino. Uma consultoria de negócios é uma opção válida para quem pensa em investir e quer diminuir os riscos de errar no planejamento.

  1. Leia notícias e pesquisa na internet

Outra técnica que pode lhe ajudar a conhecer a realidade do país onde se quer empreender é realizando uma pesquisa na internet. Descobrir dados de mercado, comportamento, tendências, culturais e até legais pode ajudar você a compreender melhor como funciona o país para onde vai empreender.

Apenas lembre-se de procurar fontes de informação do país de origem, como empresas especializadas, revistas ou órgãos do governo, e evite os blogs e sites que vendem um sonho sem fundamento. Empreender não é somente sonhar, mas também planejar.

Se colocar no lugar do outro requer experiência e parcerias

Se colocar no lugar do seu cliente exige que você o conheça bem, e quando ele pertence a uma cultura diferente da sua o desafio é ainda maior. Buscar conhecê-lo é a melhor forma de testar a sua ideia de negócio. Para isso é preciso viajar, conversar com pessoas e ter parceiros que lhe ajudem a compreender melhor o seu público e a formatar melhor o seu plano de negócios de acordo com seu cliente.

Responda ao mapa de empatia para o cliente do seu negócio e após isso converse com alguém que conheça a realidade do país onde quer empreender para testar os seus conhecimentos e a sua ideia.

 

2 comentários sobre “Mapa de empatia para empreendedor migrante

    • Obrigado Sr. Carlos Eduardo.
      Este Artigo foi criado com a colaboração do Daniel Oliveira e nossa revisão
      Este é um assunto sempre retratado nos projetos com nossos clientes.

      Estamos aqui para auxiliar com for possível.
      Até breve então Sr. Carlos e esperamos poder receber-he brevemente cá em Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.